Slide item 1
Notícias

Eficiência de pós inertes minerais no controle do gorgulho-do-milho

Carlos F. Jairoce1, Cristiano M. Teixeira2, Adrise M. Nunes2,
Daniela R. Holdefer3, Alexandra P. Krüger4 & Flávio R. M. Garcia5

1 Universidade Lurio/Faculdade de Ciências Agrárias/Departamento de Protecção de Plantas. Moçambique. E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
2 Universidade Federal de Pelotas/Instituto de Biologia/Programa de Pós-Graduação em Entomologia. Pelotas, RS. E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.; Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
3 Universidade Estadual do Paraná/Departamento de Biologia. União da Vitória, PR. E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
4 Universidade Federal de Pelotas/Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel/Departamento de Fitossanidade. Pelotas, RS. E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
5 Universidade Federal de Pelotas/Departamento de Ecologia, Zoologia e Genética/Laboratório de Ecologia de Insetos. Pelotas, RS. E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. (Corresponding author)

R E S U M O

O gorgulho-do-milho (Sitophilus zeamais) pode causar grande prejuízo na cultura e nos grãos de milho armazenados. O controle deste inseto é efetuado através do uso de inseticidas químicos passíveis de ocasionar sérios problemas à saúde humana; uma alternativa de controle é a utilização de pós inertes. O presente trabalho objetivou avaliar a eficiência de pós inertes no controle de S. zeamais em condições de laboratório. O experimento foi conduzido durante o ano de 2014; os tratamentos, constituídos por pó de basalto em três diferentes granulometrias (A, B e C) e terra de diatomáceas, cada um nas doses de 2 e 4 kg t-1 e ainda testemunha (sem aplicação), foram realizados em delineamento experimental inteiramente casualizado. Cada tratamento foi constituído de quatro repetições e a unidade amostral composta por 20 g de grãos de milho infestados com 10 adultos de S. zeamais mantidos em câmara climatizada com temperatura de 25 ºC, UR 70% e foto-fase de 12 h, pela equação de Abbott foi calculada a eficiência dos pós; a mortalidade foi mais rápida com a terra de diatomácea chegando a 100% cinco dias após a exposição; a porcentagem de controle com os pós de basalto, 29 dias após os tratamentos, foi superior a 80%.


Baixar Artigo completo

 

 

UniLúrio

Contacte-nos

Campus de Marrere

  • Endereço: Bairro de Marrere, R. nr. 4250, Km 2,3 - Nampula
  • Telefone: +25826218250
  • Email: info@unilurio.ac.mz

Saiba como chegar

Top